VOLTAR

THE NEW PLASTICS ECONOMY GLOBAL COMMITMENT

Iniciativa da Fundação Ellen Macarthur e das Nações Unidas

Um Compromisso Global para erradicar resíduos plásticos e a sua poluição na origem foi assinado por 250 organizações, incluindo muitos dos maiores produtores, marcas, retalhistas e recicladores de embalagens a nível mundial, bem como Governos e ONGs.

 

O Compromisso Global da Nova Economia de Plásticos é liderado pela Fundação Ellen MacArthur, em colaboração com o programa Ambiente das Nações Unidas, e foi oficialmente apresentado na Conferência Our Ocean em Bali.

 

Os signatários incluem empresas que representam 20% de todas as embalagens plásticas produzidas a nível global. Estão incluídas empresas conhecidas, como a Danone; Grupo H&M; L'Oréal; Mars, Inc.; PepsiCo; The Coca-Cola Company; e Unilever; grandes produtores de embalagens, como a Amcor, produtores de plásticos, incluindo a Novamont, e especialistas em gestão de recursos como a Veolia.

 

O Compromisso Global e a sua visão para uma economia circular para o plástico são apoiados pelo Fundo Mundial para a Natureza (WWF), ​​pelo Fórum Económico Mundial, pelo Consumer Goods Forum (uma organização liderada por CEOs que representam cerca de 400 empresas de retalho e fabricantes de mais de 70 países) e também por cerca de 40 universidades, instituições e académicos.

 

Cerca de quinze instituições financeiras representando a gestão de mais de US $2,5 biliões em ativos também apoiam o Compromisso Global. Foi criada uma reserva de cerca de US $200 milhões por cinco fundos distintos de capital de risco alocados exclusivamente à criação de uma economia circular para o plástico.

 

O Compromisso Global visa criar "um novo normal" para as embalagens de plástico. As metas serão revistas a cada 18 meses, sendo cada vez mais ambiciosas a cada ano. As empresas que assinarem o compromisso terão de publicar dados anuais sobre o seu progresso, de modo a impulsionar o ritmo do Compromisso e a garantir transparência.

 

Os objetivos incluem:

  • Eliminar embalagens plásticas consideradas problemáticas ou desnecessárias e passar de modelos de embalagem descartáveis ​​para embalagens reutilizáveis;
  • Inovar para garantir que 100% das embalagens plásticas possam ser reutilizadas, recicladas ou compostadas com facilidade e segurança até 2025;
  • Circular o plástico produzido, aumentando significativamente as quantidades de plásticos reutilizados ou reciclados e transformando esse material em novas embalagens ou produtos.

A eliminação de plásticos desnecessários e problemáticos é uma parte essencial da visão do Compromisso Global que irá facilitar a manutenção dos plásticos existentes na economia e fora do meio ambiente.

 

Para saber mais sobre o compromisso: The New Plastics Global Commitment