VOLTAR

SODITUD

De descartável a sustentável

Pratos, tigelas e talheres de farelo de trigo e palhinhas de vários sabores. São amigos da natureza, ajudam a reduzir a pegada ambiental e chegam a Portugal através da Soditud.

"Conseguir que todas as pessoas comam em pratos biodegradáveis e que não sejam obrigadas a utilizar materiais que danifiquem o ambiente" - é esta a ambição da startup que coloca no mercado português produtos ambientalmente sustentáveis. Vai buscar exemplos amigos do ambiente a empresas internacionais e adapta-os ao mercado português.

Pedro e Luís pretenderam também arranjar no futuro solução para problemas como o dos bioplásticos que, não sendo biodegradáveis, têm de ser colocados no lixo normal e ir para aterro.

 

Os produtos da Biotrem podem ser adquiridos por empresas ou pessoas individuais, sendo os festivais o público-alvo preferencial da louça biodegradável. Exemplo disso foi a presença dos pratos, tigelas e talheres, através da Soditud, no Festival Bons Sons, na aldeia de Cem Soldos, em Tomar, onde se priorizou a redução da pegada ambiental.

 

Da comida para a bebida, a Soditud representa também, desde novembro do ano passado, a startup Sorbos, uma empresa espanhola com três anos no mercado que produz palhinhas comestíveis. Feitas de amido de milho, água, gelatina e sugar glass (açúcar transparente que parece vidro), há sabores para todos os gulosos. Desde morango, limão, maçã verde, canela, gengibre, chocolate ou neutro, são diversos os aromas destas palhinhas que podem ser personalizáveis (com o seu nome, por exemplo), e que aguentam cerca de meia hora sem migrar para a bebida, respeitando o seu sabor.

 

Fonte: SAPO | Soditud